_As principais doenças de veiculação hídrica e como evitá-las
_As principais doenças de veiculação hídrica e como evitá-las

Você sabia que a água pode ser porta de entrada para várias doenças? As chamadas doenças de veiculação hídrica são aquelas transmitidas direta ou indiretamente por microrganismos patogênicos que têm sua origem, desenvolvimento ou reprodução relacionada à água.

Essas doenças podem ser transmitidas a partir do consumo de água não tratada ou contaminada, exposição a esgoto a céu aberto e água parada, além da falta de higiene pessoal.

As principais doenças de veiculação hídrica são a giardíase, criptosporidíase, amebíase, gastroenterite, febre tifoide e paratifoide, hepatite infecciosa e cólera. Todas essas são doenças sérias que podem causar uma série de sintomas desagradáveis e, em alguns casos, até levar à morte.

De forma indireta a água também está ligada à transmissão de verminoses, como a ascaridíase, esquistossomose e teníase. Também está relacionada à dengue e à febre amarela, transmitidas pelo mosquito Aedes Aegypt – que se desenvolve em focos de água parada em terrenos e residências.

A forma mais eficiente de evitar as doenças de veiculação hídrica é por meio do consumo de água potável, de boas práticas de higiene e de cuidados com o nosso entorno, evitando água parada e lixo descartado de forma incorreta. A falta de acesso ao saneamento básico também contribui para a transmissão e disseminação dessas doenças. Confira nossas dicas para se proteger!

1. Controle de pragas

Faça com frequência dedetização e controle de pragas em sua casa para evitar a proliferação de mosquitos transmissores de doenças como a dengue e a febre amarela, roedores, que transmitem a leptospirose, e baratas, que podem transmitir a amebíase.

2. Não deixe água parada

Especialmente no verão, evite o acúmulo de água em pneus, vasos de plantas e outros locais para impedir a reprodução de mosquitos como o Aedes Aegypt, que transmite a febre amarela e a dengue, doenças que podem até levar à morte.

Doenças de Veiculação Hídrica

3. Lave as mãos

A higiene adequada previne uma série de males à nossa saúde. Por isso, lave muito bem as mãos depois de usar o banheiro e antes de ter contato com alimentos – doenças como a hepatite A podem ser transmitidas dessa forma.

4. Higienize os alimentos

A higienização adequada dos alimentos também é muito importante, por isso, antes de consumir frutas e verduras deixe-os de molho em uma solução de água com cloro ou vinagre. Alimentos frescos podem estar contaminados com ovos de vermes e parasitas do trato gastrointestinal.

5. Consuma água potável

Beba água limpa! Para evitar vários tipos de doença como a hepatite, a salmonela, infecções gastrointestinais, entre outras, consuma água mineral ou filtrada. Caso não tenha acesso à água limpa, use purificadores de água.

6. Descarte o lixo de maneira correta

A água contaminada pode ser porta de entrada para a amebíase, giardíase e a cólera, entre outras doenças. Para evitar que microrganismos se proliferem e contaminem o solo e as águas, descarte o lixo em embalagens apropriadas e no local correto, longe de rios e mananciais.

O cuidado com a água tem tudo a ver com o cuidado com a nossa saúde.