_7 benefícios do saneamento básico
_7 benefícios do saneamento básico

Quando pensamos em saneamento, logo nos vêm à cabeça os serviços de água tratada, coleta e tratamento de esgoto, mas suas vantagens vão muito além disso. Os benefícios do saneamento básico incluem avanços econômicos e sociais em várias esferas da sociedade. Confira abaixo.

1. Redução de doenças

O saneamento básico está imediatamente relacionado à saúde. Além de prevenir doenças de veiculação hídrica, como infecções gastrointestinais, amebíase, hepatite, entre outras, também evita a proliferação de mosquitos como o Aedes Aegypti, transmissor da febre amarela, dengue e zika.

A redução de doenças não só traz benefícios para a saúde da população como também para os cofres públicos, ao diminuir o número de atendimentos pelo SUS.

Leia mais em:
As principais doenças de veiculação
hídrica e como evitá-las

2. Turismo

Imagina um lugar paradisíaco sem tratamento de esgoto e água potável? O desenvolvimento do turismo depende de uma infraestrutura adequada, tanto para garantir a qualidade dos serviços quanto para assegurar a saúde dos turistas e dos moradores da região.

De acordo com dados da Trata Brasil a contaminação do meio ambiente por esgoto compromete o potencial turístico de uma região. Estima-se que os ganhos com o turismo resultantes da universalização do saneamento básico podem atingir R$1,2 bilhão por ano entre 2015 e 2035. Além disso, o tratamento da água e esgoto também valoriza o turismo sustentável, aumenta a renda dos trabalhadores do setor, traz lucro para as empresas e maior recolhimento de impostos para os governos.

3. Valorização imobiliária

Entre os benefícios do saneamento básico também está a valorização dos imóveis. De acordo com dados do IBGE de 2015, houve um grande impacto do saneamento sobre o valor dos imóveis e na economia. A pesquisa indicou que ao considerar dois imóveis em bairros semelhantes que se diferenciam somente pelo acesso ao saneamento, o que tinha serviço de coleta de esgoto e tratamento de água poderia custar até 14% a mais. O acesso a serviços de saneamento básico está relacionado ao desenvolvimento das regiões e, consequentemente, à sua valorização.

4. Geração de emprego

O investimento em saneamento básico gera empregos quase que imediatamente. Afinal, para as obras de implementação do serviço é necessário empregar diversos trabalhadores. Dados da Confederação Nacional da Indústria (CNI) indicam que para cada R$ 1 bilhão investido em saneamento, 58 mil empregos diretos e indiretos serão criados: 27 mil na indústria, 25 mil no setor de serviços e 5,9 mil em agropecuária.

5. Melhoria na educação

Pode parecer que estas coisas não estão relacionadas, mas a falta de saneamento básico impacta de forma negativa o direito à educação. Pessoas que vivem em áreas sem acesso à rede de distribuição de água e de coleta de esgoto apresentam maior atraso escolar, o que implica também na perda de produtividade e menor remuneração das gerações futuras. Somente em 2015 o custo do atraso escolar devido à falta de saneamento alcançou R$ 16,6 bilhões. Esse atraso acontece principalmente devido a doenças associadas à falta de saneamento, por isso, em áreas com acesso à água potável e tratamento de esgoto, o atraso e evasão escolar tendem a ser menores.

 

6. Aumento da renda

De acordo com a CNI, a criação de novos postos de trabalho tem efeito direto sobre os ganhos da população. Estima-se que cada R$ 1 bilhão investido em saneamento básico resulta no crescimento de R$ 545 milhões na média salarial brasileira.

Com o aumento da renda, também aumenta o consumo, aquecendo a economia do país.

7. Melhoria da qualidade de vida

Todos os benefícios do saneamento básico culminam na melhoria da qualidade de vida. O acesso à água tratada e à rede de coleta de esgoto reduz o índice de doenças, diminuindo os gastos do sistema público de saúde. Além disso, a geração de emprego e o aumento da renda trazem mais conforto e estabilidade para a população.